Make your own free website on Tripod.com

Home

Nossa Kara | Trekos | Kurtas | Kultura inutil | Nossos Klicks | DiKas | MusiKa | Eskritos | Kasos | Koisas | Kolunas | Kontato | Konta tudo
kuarteto
Koisas

Poesias, piadas, contos...

Aqui, a Maina vai colocar um monte de poesias... Quando voces encherem o saco delas, mandem as suas Koisas pra colocarmos aqui!

Sofia

Sofia percebia
Aquela vida vazia
E Sofia sofria,
Sentia agonia

Foi entao que um dia
Nasceu em Sofia
A vontade de conhecer a alegria
E de preencher sua vida vazia

Experimentou a noite e o dia
Leu romance, prosa, poesia
Viu vaga-lumes de tardinha
Ora apagava, ora acendia...

Sofia aprendia
As vezes se arrependia
E quase sempre sentia...
Mas nada de sentir alegria.

Na primavera, quanta flor se abria...
No verao a tarde era quentinha...
No outono era muita folha que caia...
No inverno a noite era fria...

E Sofia nao sabia qual preferia.
nao entendia o que faltava pra sentir alegria
Querer, ela queria...
Mas nao conseguia...

Foi entao que em Sofia
Nasceu a alegria
Nao foi assim, da noite pro dia.
Ela ja existia.

So faltava em Sofia
O entender de que a vida vazia
Aos poucos se preenchia...
Quando via vaga-lumes de tardinha

Quando na primavera uma flor se abria
Quando no verao, a tarde era quentinha
Quando no outono uma folha caia
E no inverno a noite era fria

Sofia descobria
Porque nao se decidia
Na verdade, gostava da noite e do dia
Lia romance prosa e poesia

E sentia sim alegria.
Mas tambem se entristecia.
Seu coracao ora apagava, ora acendia
E sua vida ia ficando cheinha...

Porque so alegria
No tinha graca pra Sofia
Sofia sofria
Mas Sofia tambm sorria...